Moqueca Baiana, sabor a Brasil

Receitas

A moqueca é um dos pratos mais conhecidos da cozinha do Brasil, sobretudo a sua versão baiana, que leva leite de coco. Trata-se de um estufado muito fácil de fazer e muito adaptável: basta substituir o peixe por tofu e temos um prato perfeito para vegans, tão saboroso como o original.

Receita de Moqueca Baiana

A tradição manda que a moqueca baiana seja feita em tacho de barro e com azeite de dendê ou dendém (óleo de palma) – mas que a falta de material ou de ingredientes não seja a desculpa para não experimentar: a moqueca pode ser feita num tacho comum e com azeite ou óleo, que fica igualmente apetitosa!

É preciso: 250 gr de tofu, 3 dentes de alho, 1 cebola, 3 colheres de sopa de óleo de palma*, 1 pimento (vermelho ou verde), 2 tomates maduros, 25 dl de leite de coco, sal, coentros, caju (sem sal) e piripiri a gosto.

Cortar o tofu em cubinhos e picar a cebola, o alho e o piripiri. Misturar tudo e deixar marinar enquanto prepara os restantes ingredientes: cortar os pimentos em tiras, e os tomates em cubos. Levar o óleo ao lume com o tofu marinado. Cozinhar durante 5 a 10 minutos (se necessário pode juntar um pouco de água), juntar o pimento e o tomate. Mexer e deixar cozinhar mais cinco minutos.

No final, regar com o leite de coco, temperar com sal e juntar uma ou duas colheres de sopa de caju. Polvilhar com coentros frescos (ou congelados) picados antes de servir. Fica bem com arroz branco e uma salada fresca.

A cozinha do Brasil é uma cozinha de fusão, onde se encontram os sabores europeus – sobretudo portugueses – e os africanos, com uma pitada de influência indígena. Na Bahia, piripiri, óleo de palma, caju e leite de coco são ingredientes essenciais, que lhe dão o contraste doce e picante tão característico, como no caso desta moqueca.

* O óleo de palma vende-se em lata, e encontra-se em muitos hipermercados.


Pub


Quando viajo faço sempre um seguro de viagem pela Nomads


olga duarte Outubro 11, 2012 às 11:39

Pronto,lá vou procurar o óleo de palma,o leite de coco,o caju….

Dps digo como ficou.

bjs

Responder

ana Outubro 12, 2012 às 8:56

Não te esqueças mesmo de dizer como ficou! :)
Óleo de palma (azeite de dendém) e leite de coco encontras em hipermercados tipo Continente – a geleia de agave é que só mesmo em casas de comida saudável, tipo Celeiro.

Responder

Renata Octaviani Martins Outubro 21, 2013 às 19:06

Estou encantada com a página! Fotos belíssimas e textos deliciosos de se ler.
Como brasileira, cozinheira e vegana quero deixar algumas dicas e dar minha contribuição pra moqueca. Posso?
O tofu é uma possibilidade, mas eu prefiro o palmito (pupunha, em rodelas se possível), o mamão verde, a banana da terra ou até mesmo a jaca verde cozida nesse caso (apesar de eu mesma ser uma grande fã de tofu).
Sei da dificuldade de se encontrar o azeite de dendê, ou seja, o óleo de palma vermelho em portugal. Mas trocar o dendê pelo óleo de palma filtrado dá um resultado tão desconfigurado quanto um assado português feito com óleo de soja. O dendê tem um sabor típico, não se trata de uma gordura neutra. Mas, se não tiver jeito mesmo, um pouco de cúrcuma e um pouco de páprica podem deixar o prato – pelo menos – com uma coloração mais interessante. O alaranjado mais forte remete às tradições do Candomblé, .
Há diversas formas de se preparar, mas não é necessário refogar nada antes. É possível colocar todos os ingredientes em camadas (prefiro que estejam em rodelas os pimentões, tomates e cebola; o ingrediente principal eu grelho dos dois lados antes de utilizar apenas para conseguir um resultado mais bonito). Adicione os temperos e o leite de coco; na versão vegana um pouco de algas picadas não faz mal nenhum ao prato, que usualmente nos traz lembranças de sol, praia e areia. Daí é levar ao lume e deixar o molho apurar.
E a castanha de caju se usa tipicamente no vatapá e no caruru, mas não na moqueca.
Delícia de página! Visitarei sempre que puder.

Responder

Comedores de Paisagem Outubro 24, 2013 às 19:36

Cara Renata, muito obrigada pelas dicas e pelos elogios!
Sobre o dendê, tem toda a razão, são óleos muito diferentes. Eu introduzo a possibilidade do óleo comum porque toda a gente tem em casa, e assim não se privam de experimentar uma nova receita vegana.
Quanto a usar mamão verde, banana da terra e jaca verde, aí fez-me rir! Aqui é impossível encontrar esse tipo de ingrediente – e banana da terra nem sequer sei o que é! :) Acho que fico mesmo pelo tofu! :)
Quanto ao caju, é um toque “tropical” que fica muito bem (ia até jurar que a moqueca veg que me fizeram no Brasil tinha caju!); prefiro essa combinação do que juntar alga, que não me parece que combine com o leite de coco…
Muito obrigada e participe sempre!

Responder

Deixe o seu comentário!