O Japão é um lugar Estranho

Viagens com Livros

Este é um livro estranho sobre um lugar estranho. Da autoria de Peter Carey, escritor consagrado de língua inglesa, é a história da sua viagem com o filho a Tóquio, em busca do mundo dos autores de manga e estúdios de anime. O estranho dentro do estranho.

 

Tóquio é um lugar estranho…

O Japão é um Lugar Estranho é a história da viagem do escritor Peter Carey a Tóquio, com o seu filho, Charley. Com doze anos de idade e apaixonado por manga, Alexander anuncia ao pai que quando for grande vai viver na capital japonesa. Partem então os dois em busca de autores famosos de livros de manga – a banda desenhada emblemática do Japão, com personagens de enormes olhos redondos e expressividade exagerada – e dos mais importantes estúdios e criadores de anime – os desenhos animados originados em obras de manga (e vice versa).

Pelo caminho, percebe-se que estamos todos “Enganados acerca do Japão” – e é esse o título original do livro (Wrong about Japan): nada é o que parece, o estrangeiro mal consegue aflorar a superfície desta cultura hermética regida por regras rigorosas que determinam tudo, do modo de fazer o chá à profundidade das vénias. A cada interpretação, o “estranho” percebe que nada percebe do Japão. Do primeiro ao último dia.

À espera da imagem tradicional de quimonos e templos budistas (que também existe, mas sob a forma de ilhas), o encontro com Tóquio é o choque cultural com uma modernidade ordenada e tão característica que permite aos seus habitantes viverem como personagens de manga ao fim de semana. Encontramos anjos e demónios, mulheres vestidas como miúdas e homens como bichos fofinhos.  Porque durante a semana, a vida não se parece muito com a manga colorida e movimentada dos livros.

O Autor

Peter Carey nasceu na Austrália, mas reside em Nova Iorque desde 1990. É considerado um dos mais importantes escritores de língua inglesa da atualidade, e é um dos três autores que já receberam por duas vezes o Man Booker Prize, com as obras Óscar e Lucinda e A Verdadeira História do Bando de Ned Kelly – tendo este último título sido distinguido também com o Commonwealth Writers Prize em 2001. A edição portuguesa é da Tinta da China.


Pub


Quando viajo faço sempre um seguro de viagem pela Nomads


Gonçalo Março 15, 2016 às 19:45

O filho de Carey chama-se, tanto na vida real como no livro, que é uma história verídica, Charley, Charley Carey.

Responder

Comedores de Paisagem Março 19, 2016 às 23:08

Tem razão… que estranho. Onde fui buscar Alexander? Já corrigi, obrigada!
:)

Responder

Deixe o seu comentário!