Petiscos que são um festival

Receitas

Estamos na época dos festivais de verão, e quando duram mais de um dia, geralmente ficamos à mercê do que há pelas proximidades ou dentro do recinto. Porque não levar uns snacks levezinhos, saudáveis, gostosos e saciantes?

Barritas-Cruas-(2)_resize

Comida para festivais

Parece boa ideia levar a própria comida quando vamos passar uns dias num festival: poupa-se dinheiro e comemos o que queremos, em vez do que nos quiserem vender. Mas só imaginar uma mochila carregada de latas e pacotes, faz-nos desistir da ideia. E se a comida fosse tão boa como queremos, mas levezinha, e fácil de transportar?

A solução para andar bem alimentado e com energia durante uns dias, pode muito bem ser uma combinação de frutos secos, barritas e comida desidratada. O problema é que a comida desidratada é cara, e a maior parte das barritas à venda no mercado não são veganas; têm leite em pó ou soro de leite. Mas ficam aqui algumas sugestões e duas receitas, uma doce e outra salgada, que ajudam a resolver o problema.

O que desidratar?

Antes de mais, fruta. É só escolher, porque da que conheço, toda ela se presta: maçã, ananás, pêssego ou alperce, laranja, melão, cereja … o que mais gostarem. Depois os legumes: podemos desidratar saladas inteiras (embora nunca tenha experimentado desidratar alface): tomate, pimento, beringela, cebola, cogumelos.

No final fica tudo muito leve, mas muito saciante. E a piada é que se pode meter a mão no bolso enquanto se espera pela banda seguinte, e petiscar sem o escândalo de estar a estender a toalhinha aos quadrados e a puxar da marmita. Ainda por cima é saudável, porque os ingredientes estão todos lá, mas sem água à mistura – ou seja, com o sabor ainda mais intenso. E claro, fica aqui o conselho: beba muita água (eu não disse cerveja, disse água mesmo).

Como desidratar?

Se não tiver um desidratador basta ligar o forno abaixo dos 50 º, colocar o que se quer desidratar num tabuleiro, em fatias (pode usar uma mandolina ou cortar à mão), sobre uma folha de papel vegetal, e manter a porta do forno entreaberta durante o processo. Pessoalmente deixo a desidratar durante a noite, já que o que costumo levar demora umas 8 horas a ficar crocante, pronto para guardar em sacas de plástico com fecho para manter bem estaladiço.

As fatias devem ser finas, se quiser o efeito crocante. E antes de levar ao forno é permitido temperar: sal, pimenta, molho picante, molho de soja, ervas – o costume.

Bolinhas e barrinhas – duas receitas de comida crua

Mais nutritivos e mais parecidas com uma refeição, são os falafel crus e as barritas de frutos secos. Como são crus e não têm gorduras adicionadas, até podem andar no bolso embrulhados num guardanapo.

Receita de falafel cru

Para cerca de 15 bolinhas é preciso: meio copo de sementes de girassol ou de abóbora, 2 colheres de sopa de coentros frescos picados grosseiramente, 1/2 colher de chá de coentros moídos e dose igual de cominhos, 8 pedaços de tomate seco demolhados meia hora, 1 dente de alho, 1/4 de cebola grosseiramente picada, 1/2 copo de azeitonas descaroçadas, 1 pitada de colorau (de preferência fumado), sal a gosto.

E agora a parte difícil: colocar tudo numa picadora e picar até ter uma pasta. Já está. É só moldar bolinhas do tamanho de uma noz e colocar no desidratador (ou no forno) até estarem bem secas por fora.

Receita de Barritas de Frutos Secos

É preciso: 1 chávena e 1/4 de amêndoas ou nozes, 2 colheres de sopa de linhaça (moída ou não), 3/4 chávena de cajus, 1 pitada de canela, 2 colheres de sopa de farinha de alfarroba, 1 pitada de sal, 1 chávena e 1/2 de damascos ou alperces secos e 1/4 de chávena de pepitas de chocolate vegan (opcional) .

Numa picadora, reduzir a farinha as nozes e os cajus. Colocar numa tijela. Passar também na picadora os alperces ou damascos, até obter uma massa. Misturar tudo e estender com as mãos num tabuleiro (pode ser o que vai levar ao forno). Com um cortador de bolachas ou uma faca, cortar cerca de 18 pedaços com cerca de 1 cm de espessura. Desidratar até ficar rijo.

E aqui estão os petiscos, prontos a ir para o festival e a durar uns dias…

 

 

 

 

 


Pub


Quando viajo faço sempre um seguro de viagem pela Nomads


Patrícia Agosto 8, 2014 às 23:02

Eu confesso que sou das que vou carregada para os festivais: saladas, sandes, muita fruta e um docinho. Tenho sempre medo de ficar com fome e como esfomeada nem eu me aturo, lá vou de mochila cheia! Mas adorei estas dicas de snacks nutritivos, achei os falafel cru super interessantes! :)

Responder

Comedores de Paisagem Agosto 11, 2014 às 18:59

Patrícia, o que publiquei aqui foi parte do que levei para o Boom Festival – life savers,está confirmado!

Responder

Patrícia Junho 8, 2015 às 8:52

Muito interessante, este post, com certeza vou experimentar! Adoro falafel e, como não sou vegetariana/vegana (vim aqui ter por acaso), tenho uma dúvida: o falafel original leva grão de bico, mas este não. Dá para acrescentar? Se sim, como — cozido ou cru, moído fino (tipo polenta) ou moído grosso (tipo bulgur ou cuscus)?
Obrigada desde já pelas informações!
Patrícia [não sou a do outro comentário…]

Responder

Comedores de Paisagem Junho 9, 2015 às 16:55

Patrícia, o conselho que lhe dou em relação a esta receita – a que chamei de falafel apenas pela parecença física – é : NÃO ALTERE!
Deixe o falafel ser falafel (com grão) e estas bolinhas viciantes serem assim mesmo! :)
Têm um sabor a azeitona delicioso!

Responder

Deixe o seu comentário!